Ano de Lançamento: 1986

Horário de Exibição: 18h

Classificação Etária: Livre

Autor (a): Benedito Ruy Barbosa com colaboração de Edmara Barbosa

Direção: Reynaldo Boury e Jayme Monjardim

Elenco Principal: Lucélia Santos, Marcos Paulo, Rubens de Falco, Mauro Mendonça, Elaine Cristina, Neuza Amaral, Daniel Dantas, Patrícia Pillar, Luiz Carlos Arutin, Chica Xavier

Tema de Abertura: Pra Não Mais Voltar, com Fafá de Belém

Quem é quem:

Lucélia Santos Sinhá Moça (Maria das Graças Ferreira Fontes)
Marcos Paulo Rodolfo Garcia Fontes
Rubens de Falco Barão de Araruna (Coronel Ferreira)
Elaine Cristina Baronesa Cândida Ferreira
Mauro Mendonça Dr. Fontes
Neuza Amaral Inês Garcia Fontes
Daniel Dantas Ricardo Garcia Fontes
Patrícia Pillar Ana do Véu (Ana Luísa Teixeira)
José Augusto Branco Manoel Teixeira
Norma Blum Nina Teixeira
Chica Xavier Bá (Virgínia)
Luiz Carlos Arutin Augusto
Luciana Braga Juliana
Raymundo de Souza Rafael/Dimas
Dênis Derkian Renato
Milton Gonçalves Pai José
Sérgio Viotti Frei José
Valter Santos Feitor Bruno
Tony Tornado Justo Filho (Capitão-do-Mato)
Cláudio Mamberti Delegado Antero
Cláudio Corrêa e Castro Dr. Amorim
Dhu Moraes Maria das Dores
Cosme dos Santos Sebastião (Bastião)
Ruth de Souza Nhá Balbina
Gésio Amadeu Fulgêncio
Grande Otelo Justo
José Prata Bentinho
Jacyra Sampaio Rute
Tato Gabus Mendes José Coutinho
Solange Couto Adelaide Coutinho
Antônio Pompêo Justino
Ivan Mesquita Coutinho
Tarcísio Filho Mário
Nizo Netto Nino
Renato Prieto Vila
Germano Filho Everaldo
Fernando José Martinho
Ibañez Filho fazendeiro
Augusto Olímpio Bobó, o sacristão
Henrique Pagnoncellis Eduardo
Newton Martins Viriato
Alciro Cunha Nogueira
Cláudio McDowell Tibúrcio
Athayde Arcoverde Robusto
Antônio Francisco Honório
Aldo César mercador de escravos
Aldo Bueno Pedro
Joel Silva Tobias
Jorge de Jesus escravo
Nelson Soares Gomes escravo
Thiago Justino escravo
Selton Mello Rafael (menino)
Lizandra Souto Sinhá Moça (menina)

Sinopse

Dois anos antes da promulgação da Lei Áurea, em 1886, monarquistas e republicanos vivem se confrontando em Araruna, cidade do interior paulista. É nesse contexto que surge a história de amor entre Sinhá Moça, filha do escravocrata Coronel Ferreira, o Barão de Araruna, e da submissa Cândida, e o jovem Dr. Rodolfo Fontes, um abolicionista republicano,  filho do advogado Dr. Fontes. Sinhá Moça e Rodolfo se conhecem no trem, quando os dois retornam para a cidade de Araruna. Assim como Rodolfo, ela tem ideias abolicionistas. À noite, Rodolfo assume a identidade do Irmão do Quilombo, abre as senzadas e liberta os negros. Ao mesmo tempo em que ama Rodolfo, Sinhá Moça se sente atraída por Dimas (que na verdade é o menino Rafael, ex-escravo alforriado). Rafael é, na verdade, filho do Barão de Araruna com a escrava Maria das Dores. Ele cresceu com Sinhá Moça, mas depois foi vendido como escravo. Agora, alforriado, Rafael volta para se vingar do Barão de Araruna. Rafael vai trabalhar com o jornalista Augusto, que cuida da neta Juliana, que acaba se apaixonando por ele. No final, Rafael ou Dimas, acaba se rendendo ao amor de Juliana e os dois terminam juntos e felizes.

Outras histórias que merecem destaque envolvem Ricardo, irmão de Rodolfo, e Ana do Véu. Ele nunca quis estudar, e trabalha na fazenda juntamente com o pai, o Dr. Fontes. Ricardo acaba se apaixonando pela jovem Ana do Véu, que por causa de uma promessa feita por sua mãe, Nina, um mulher muito religiosa, vive com o rosto coberto por um véu. Ela está prometida a Rodolfo, mas é Ricardo quem se apaixona por Ana do Véu. Outro casal que vive um romante tumultuado é José Coutinho, filho de um fazendeiro, e Adelaide, uma escrava que se torna dama de companhia de Sinhá Moça. O pai de José Coutinho quer que ele se case com Sinhá Moça, mas o jovem só tem olhos para Adelaide, que também é cobiçada pelo escravo Justino.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 3.4/5 (5 votes cast)
Sinhá Moça (1ª versão), 3.4 out of 5 based on 5 ratings