Silvio de Abreu resgata  as novelas de antigamente em Passione. Nada muito grandioso, tudo parece simples até demais. É preto no preto, branco no branco. Mas não se engane caro telespectador. Há muito mais aqui do que aparenta.

A esturtura é inegavelmente uma revisão das grandes novelas de outrora, com mocinhos bem definidos, vilões que adoramos odiar, intrigas, mentiras, riqueza glamourosa e muito drama, mas é uma repetição com a nata desse resgate todo.

O elenco foi escolhido a dedo e conta com atores tarimbados que têm potencial para criar personagens que achamos já conhecer de outros carnavais (daí a sensação de repetição), mas que sob o talento de tais atores adquirem outras facetas e uma profundidade necessária para passar todo o realismo pretendido por Sílvio de Abreu, autor da novela.

A lista é estelar: Fernanda Montenegro, Mauro Mendonça,Kayky Britto, Cauã Reymond, Maytê Proença, Carolina Dieckmann, Mariana Ximenes, Tony Ramos e Reynaldo Gianecchini, entre outros.

Craque que é, Sílvio de Abreu planejou tudo direitinho. Podem esperar uma das novelas mais bem sucedida dos últimos tempos, com todos ingredientes que os grandes clássicos devem ter.

A novela Passione regasta as novelas clássicas.

VN:F [1.9.22_1171]
Rating: 3.7/5 (29 votes cast)
Passione de volta ao novelão, 3.7 out of 5 based on 29 ratings